domingo, janeiro 31, 2010

Carta dos povos indígenas ao presidente Lula contra Belo Monte





Rio Xingu: um cenário de rara beleza /PEDRO MARTINELLI-ISA


Aldeia Piaraçu, 01 de novembro de 2009

Ao Exmo Sr. Presidente da República
Luis Inácio Lula da Silva

Com cópia para:
Ilmo Sr. Ministro das Minas e Energia, Edson Lobão
Ilmo Sr. Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc
Ilmo Sr. Ministro da Justiça, Tarso Genro
Ilmo Sr. Presidente da Fundação Nacional do Índio, Marcio Augusto Meira
Ilmo Sr. Presidente do Ibama, Roberto Messias
Ilmo Sr. Procurador da República do Ministério Público Federal, Rodrigo T. da Costa e Silva

Ngô Beiê Ket Kumrem Kadjy

Exmo Sr. Presidente da República
Luis Inácio Lula da Silva

Nós, 212 lideranças dos povos indígenas Mebengôkre (Kayapó), Xavante, Yudjá (Juruna), Kawaiwete (kaiabi), KisêdjÇe (Suiá), Kamaiurá, Kuikuro, Ikpeng, Panará, Nafukua, Tapayuna, Yawalapiti, Waurá, Mehinaku e Trumai, habitantes da bacia do rio Xingu e das regiões circunvizinhas, reunidos numa assembléia na aldeia Piaraçu (TI Capoto/ Jarina) desde o dia 28/10/2009, não aceitamos a construção de Belo Monte e de qualquer Hidrelétrica na Bacia do Rio Xingu.

Chefe Seattle - A Carta do Índio



Em 1855, o cacique Seattle, da tribo Suquamish, do Estado de Washington, enviou esta carta ao presidente dos Estados Unidos (Francis Pierce), depois de o Governo haver dado a entender que pretendia comprar o território ocupado por aqueles índios. Faz já mais de cento e cinquenta anos. Mas o desabafo do cacique tem uma incrível atualidade. A carta:
"Como podeis comprar ou vender o céu, a tepidez do chão? A idéia não tem sentido para nós.
Se não possuímos o frescor do ar ou o brilho da água, como podeis querer comprá-los? Qualquer parte desta terra é sagrada para meu povo. Qualquer folha de pinheiro, qualquer praia, a neblina dos bosques sombrios, o brilhante e zumbidor inseto, tudo é sagrado na memória e na experiência de meu povo. A seiva que percorre o interior das árvores leva em si as memórias do homem vermelho. 

        Os mortos do homem branco esquecem a terra de seu nascimento, quando vão pervagar entre as estrelas. Nossos mortos jamais esquecem esta terra maravilhosa, pois ela é a mãe do homem vermelho. Somos parte da terra e ela é parte de nós. As flores perfumadas são nossas irmãs, os gamos, os cavalos a majestosa águia, todos nossos irmãos. Os picos rochosos, a fragrância dos bosques, a energia vital do pônei e do homem, tudo pertence a uma só família.

    Assim, quando o grande chefe em Washington manda dizer que deseja comprar nossas terras, ele está pedindo muito de nós. O grande Chefe manda dizer que nos reservará um sítio onde possamos viver confortavelmente por nós mesmos. Ele será nosso pai e nós seremos seus filhos. Se é assim, vamos considerar a sua proposta sobre a compra de nossa terra. Mas tal compra não será fácil, já que esta terra é sagrada para nós.

    A límpida água que percorre os regatos e rios não é apenas água, mas o sangue de nossos ancestrais. Se vos vendermos a terra, tereis de lembrar a nossos filhos que ela é sagrada, e que qualquer reflexo espectral sobre a superfície dos lagos evoca eventos e fases da vida do meu povo. O marulhar das águas é a voz dos nossos ancestrais.

    Os rios são nossos irmãos, eles nos saciam a sede. Levam as nossas canoas e alimentam nossas crianças. Se vendermos nossa terra a vós, deveis vos lembrar e ensinar a nossas crianças que os rios são nossos irmãos, vossos irmãos também, e deveis a partir de então dispensar aos rios a mesma espécie de afeição que dispensais a um irmão.

    Nós mesmos sabemos que o homem branco não entende nosso modo de ser. Para ele um pedaço de terra não se distingue de outro qualquer, pois é um estranho que vem de noite e rouba da terra tudo de que precisa. A terra não é sua irmã, mas sua inimiga, depois que a submete a si, que a conquista, ele vai embora, à procura de outro lugar. Deixa atrás de si a sepultura de seus pais e não se importa. A cova de seus pais é a herança de seus filhos, ele os esquece. Trata a sua mãe, a terra, e seus irmãos, o céu como coisas a serrem comprados ou roubados, como se fossem peles de carneiro ou brilhantes contas sem valor. Seu apetite vai exaurir a terra, deixando atrás de si só desertos. Isso eu não compreendo. Nosso modo de ser é completamente diferente do vosso. A visão de vossas cidades faz doer aos olhos do homem vermelho.

    Talvez seja porque o homem vermelho é um selvagem e como tal, nada possa compreender.

Nas cidades do homem branco não há um só lugar onde haja silêncio, paz. Um só lugar onde ouvir o farfalhar das folhas na primavera, o zunir das asas de um inseto. Talvez seja porque sou um selvagem e não possa compreender.

    O barulho serve apenas para insultar os ouvidos. E que vida é essa onde o homem não pode ouvir o pio solitário da coruja ou o coaxar das rãs à margem dos charcos à noite? O índio prefere o suave sussurrar do vento esfrolando a superfície das águas do lago, ou a fragrância da brisa, purificada pela chuva do meio-dia ou aromatizada pelo perfume dos pinhos.

    O ar é precioso para o homem vermelho, pois dele todos se alimentam. Os animais, as árvores, o homem, todos respiram o mesmo ar. O homem branco parece não se importar com o ar que respira. Como um cadáver em decomposição, ele é insensível ao mau cheiro. Mas se vos vendermos nossa terra, deveis vos lembrar que o ar é precioso para nós, que o ar insufla seu espírito em todas as coisas que dele vivem. O ar que vossos avós inspiraram ao primeiro vagido foi o mesmo que lhes recebeu o último suspiro.

    Se vendermos nossa terra a vós, deveis conservá-la à parte, como sagrada, como um lugar onde mesmo um homem branco possa ir sorver a brisa aromatizada pelas flores dos bosques.

    Assim consideraremos vossa proposta de comprar nossa terra. Se nos decidirmos a aceitá-la, farei uma condição: O homem branco terá que tratar os animais desta terra como se fossem seus irmãos.

    Sou um selvagem e não compreendo de outro modo. Tenho visto milhares de búfalos a apodrecerem nas pradarias, deixados pelo homem branco que neles atira de um trem em movimento.

    Sou um selvagem e não compreendo como o fumegante cavalo de ferro possa ser mais importante que o búfalo, que nós caçamos apenas para nos mantermos vivos.

    Que será dos homens sem os animais? Se todos os animais desaparecem, o homem morreria de solidão espiritual. Porque tudo isso pode cada vez mais afetar os homens. Tudo está encaminhado.

    Deveis ensinar a vossos filhos que o chão onde pisam simboliza a as cinzas de nossos ancestrais. Para que eles respeitem a terra, ensinai a eles que ela é rica pela vida dos seres de todas as espécies. Ensinai a eles o que ensinamos aos nossos: Que a terra é a nossa mãe. Quando o homem cospe sobre a terra, está cuspindo sobre si mesmo. De uma coisa nós temos certeza: A terra não pertence ao homem branco; O homem branco é que pertence à terra. Disso nós temos certeza. Todas as coisas estão relacionadas como o sangue que une uma família. Tudo está associado. O que fere a terra fere também aos filhos da terra.

    O homem não tece a teia da vida: É antes um dos seus fios. O que quer que faça a essa teia, faz a si próprio.

    Mesmo o homem branco, a quem Deus acompanha e com quem conversa como um amigo, não pode fugir a esse destino comum. Talvez, apesar de tudo, sejamos todos irmãos.

    Nós o veremos. De uma coisa sabemos, é que talvez o homem branco venha a descobrir um dia: Nosso Deus é o mesmo deus.

    Podeis pensar hoje que somente vós o possuis, como desejais possuir a terra, mas não podeis. Ele é o Deus do homem e sua compaixão é igual tanto para o homem branco, quanto para o homem vermelho.

    Esta terra é querida dele, e ofender a terra é insultar o seu criador. Os brancos também passarão talvez mais cedo do que todas as outras tribos. Contaminai a vossa cama, e vos sufocareis numa noite no meio de vossos próprios excrementos.

    Mas no nosso parecer, brilhareis alto, iluminado pela força do Deus que vos trouxe a esta terra e por algum favor especial vos outorgou domínio sobre ela e sobre o homem vermelho. Este destino é um mistério para nós, pois não compreendemos como será no dia em que o último búfalo for dizimado, os cavalos selvagens domesticados, os secretos recantos das florestas invadidos pelo odor do suor de muitos homens e a visão das brilhantes colinas bloqueada por fios falantes.

    Onde está o matagal? Desapareceu. Onde está a águia? Desapareceu. O fim do viver e o início do sobreviver."

Fotos sobre "Belo Monte "

As fotos abaixo são de Dida Sampaio/Agência Estado
Vista aérea de Altamira (PA), proximo a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu

Uma pequena embarcação navega pela águas do local previsto para construção da usina


A usina hidrelétrica de Belo Monte faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).


Obra envolve a construção de um desvio no curso do Rio Xingu e pode custar até R$ 30 bilhões.

Aldeia dos indios Araras, localidade que deve sofrer com a baixa do rio após a construção da usina

Pequeno macaco prego que foi adotado por uma porca queixada na aldeia dos índios da etnia Arara

Iracema deve sofrer consequências após construção da usina hidrelétrica de Belo Monte

Biguatinga pesca no Rio Xingu, no Pará

Pequeno índio da tribo Araras carrega jabota nos ombros


Índios da etnia Arara exibem peixes que foram pescados no Xingu, onde será construída a usina


Garimpo de ouro da grota seca, na ilha da ressaca, perto de onde será construída Belo Monte

Índio da etnia Arara da aldeia dos maias, que fica à beira do Rio Xingu

sábado, janeiro 30, 2010

A PAZ DE GANDHI

Ghandi_paz

Licença para Belo Monte deve sair na segunda-feira

AE - Agencia Estado
SÃO PAULO - O Ministro de Meio Ambiente, Carlos Minc, deve anunciar na segunda-feira a liberação da licença ambiental prévia da Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará. Segundo fonte do setor, que preferiu não ser identificada, está marcada para as 16 horas de segunda-feira uma reunião na qual o ministro deve anunciar a liberação da licença. Diante disso, o Ministério de Minas e Energia já trabalha com hipótese de realizar a licitação em abril.
Vista aérea de Altamira (PA), proximo a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, 
no Rio Xingu -Clique na imagem para ampliar.
A falta da licença levou ao adiamento da licitação, que estava marcada para dezembro de 2009. Agora, o ministério terá condições de liberar o edital, assim como divulgar o preço-teto para a disputa. Hoje, a expectativa é que o projeto entre em operação em 2015.
De acordo a fonte, uma das principais novidades da licença diz respeito às ações de mitigação dos impactos socioambientais da usina. Tradicionalmente, a elaboração dos programas de mitigação pelos investidores ocorre durante a fase de formulação do Projeto Básico Ambiental (PBA), na etapa de obtenção da licença de instalação. "Para Belo Monte, porém, o Ibama antecipou esse processo, exigindo a definição dessas ações na etapa de obtenção da licença prévia", explicou.

O Brasil não precisa de Belo Monte Por Célio Bermann em 10/04/2002

Fonte: Amazonia.org.br 

A Bacia Hidrográfica do Rio Xingu está correndo o risco de se tornar uma jazida de megavates cara e inútil, social e ambientalmente insustentável.
A insistência com que, atualmente, a empresa Eletronorte procura viabilizar o projeto da Usina de Belo Monte é uma evidência deste risco. Localizado no rio Xingu, o projeto com 11.182 MW faz parte de um complexo que envolve outras quatro usinas: Altamira (6.588 MW), Ipixuna (1.900 MW), Kakraimoro (1.490 MW) e Jarina (620 MW). Mais de 20 etnias indígenas vivem no rio Xingu.

Como funcionam as usinas hidrelétricas





Impactos ambientais na construção de hidrelétricas

Os impactos ambientais das usinas hidrelétricas é motivo de polêmica nas discussões atuais sobre desenvolvimento sustentável. Como praticamente qualquer atividade econômica, as hidrelétricas causam impactos negativos ao ambiente. A grande questão dos cientistas é saber qual a real dimensão do impacto e como eles podem ser amenizados, já que, dentro das fontes energéticas atuais, as hidrelétricas são consideradas fontes de energia renovável, ao contrário das fontes energéticas à base de combustíveis fósseis, por exemplo.
Os primeiros impactos ambientais acontecem durante a construção das hidrelétricas. Como já foi visto, para que a usina funcione é necessário um reservatório. Sua construção acaba afetando consideravelmente a fauna e flora local. De uma hora para outra, a floresta vira lago. Essa mudança, se não for bem orientada, pode acabar com a flora local. Além do corte das árvores, muitas espécies acabam submersas e, conseqüentemente, morrem, criando uma espécie de limbo. Essa flora, em alguns casos,  chega a atrapalhar o próprio funcionamento das turbinas no primeiro momento, obrigando a limpezas sistemáticas das mesmas.

Como funciona a energia eólica

História da energia eólica
Já há quatro milênios as pessoas usavam a energia eólica na forma de barcos à vela no Egito. As velas capturavam a energia no vento para empurrar um barco ao longo da água. Os primeiros moinhos de vento, usados para moer grãos, surgiram entre 2 mil a.C., na antiga Babilônia, e 200 a.C. na antiga Pérsia, dependendo de para quem se pergunta. Estes primeiros dispositivos consistiam em uma ou mais vigas de madeira montadas verticalmente, e em cuja base havia uma pedra de rebolo fixada ao eixo rotativo que girava com o vento. O conceito de se usar a energia do vento para moer grãos se espalhou rapidamente ao longo do Oriente Médio e foi largamente utilizado antes que o primeiro moinho de vento aparecesse na Europa. No início do século XI d.C., os cruzados europeus levaram o conceito para casa e surgiu o moinho de vento do tipo holandês com o qual estamos familiarizados.

Índios e agricultores temem construção de hidrelétrica no Pará

Se construída, Belo Monte deve inundar 1.241 propriedades rurais. 
Ibama deve conceder licença prévia para a obra em fevereiro.
Do Globo Amazônia, com informações do Globo Rural (28/01/10
A Usina de Belo Monte, no Pará, se construída, será a terceira maior hidrelétrica do mundo e a segunda maior do Brasil, atrás apenas de Itaipu.
Ela ainda aguarda licença prévia ambiental do Ibama para sair do papel, mas já vem gerando polêmica há três décadas.


A usina terá dois reservatórios no Rio Xingu: a barragem principal ficará próxima de Altamira, de onde deverão sair canais que serão construídos para abastecer um segundo reservatório rio abaixo, numa área que pertence ao município de Vitória do Xingu. 
Os estudos de impacto ambiental mostram que os dois reservatórios de Belo Monte devem provocar inundação total ou parcial de pelo menos 1.241 propriedades rurais, onde vivem quase 3 mil agricultores. O levantamento também indica que em 78% desses imóveis são desenvolvidas atividades ligadas à agricultura familiar e à pecuária bovina.
As famílias atingidas terão que ser reassentadas em outras áreas e devem receber indenização pelas benfeitorias. O agricultor João Pereira se enquadra nesse caso. Toda semana, ele leva para a feira de Altamira as frutas e legumes que produz na roça. Agora, tem receio de perder tudo o que construiu em 25 anos de trabalho. 
“Nós vivemos desses produtos. Se formos ser tirados para outro lado, não sei para onde vamos e não sei como vamos sobreviver. É para isso que queremos uma solução”, diz. 
A construção de Belo Monte poderá custar até R$ 30 bilhões. Em dez anos, deve gerar de 18 a 20 mil empregos diretos. Ainda assim, o projeto desperta polêmica há quase três décadas. Além dos agricultores, as críticas vêm de comerciantes e representantes dos movimentos sociais.
“Eu não queria que esse governo entrasse na história como um governo que arrasou a área do Xingu, que arrasou com esses povos e não colocou alternativas para que esses povos possam sobreviver”, falou dom Erwin Krautler, presidente do Conselho Indigenista Missionário. 
  
Índios
As comunidades indígenas também se mostram resistentes ao projeto. Um grupo de caciques foi a Brasília contestar a construção da hidrelétrica. “Isso já custou 20 anos da nossa história de trabalho e de sofrimento. Nós não estamos mais dispostos a fazer mais essa brincadeira de gato e rato do governo federal. Ou ele respeita nossos povos indígenas ou os povos indígenas, que já declararam guerra contra Belo Monte e é isso que vai acontecer no futuro se o povo insistir em implantar Belo Monte na nossa região”, avisou Luís Xipaia, cacique e presidente do Conselho Indígena de Altamira.

Desenvolvimento
Do outro lado estão os políticos e empresários que defendem a usina como uma grande oportunidade de desenvolvimento para a região. “Serão alagados 516 km² dessa área que já é a própria calha do Rio Xingu. Mas mesmo assim vai se perder alguma área de floresta e algumas fazendas serão alagadas. Eu acho que essa perda não é tão significativa diante do tamanho do município de Altamira, que é de 159 mil km², onde 96% ainda é de área preservada”, defende Vilmar Soares, coordenador do Fórum de Desenvolvimento da Região da Transamazônica.

Por enquanto, não há previsão para o inicio das obras. O Ibama ainda está examinando os documentos para a concessão da licença prévia. O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, afirma que essa primeira licença vai exigir algumas condições dos construtores.

“A nossa mão vai ser pesada. Os condicionantes ambientais e sociais são de mais de R$ 1 bilhão em saneamento, habitação, escola técnica, adoção de parques, adoção de reservas indígenas. O projeto é importante para o país, mas vai beneficiar muito a população da região, que terá um nível de vida, de saúde e educacional muito melhores do que antes. Mais de R$ 1 bilhão serão cravados na licença como obrigações do empreendedor”, diz Minc. O ministro informa ainda que o Ibama deve conceder a licença prévia para o início da obra no mês de fevereiro.

Satélite que enxerga através das nuvens é nova arma contra o desmatamento

Brasil passou a usar as imagens de equipamento japonês. 
Do Globo Amazônia, com informações do Jornal Nacional (26/01/10)
Até então, cobertura de nuvens atrapalhava monitoramento da Amazônia.
Para monitorar o desmatamento da Amazônia, o Brasil começou a usar as imagens de um satélite japonês que permite enxergar através das nuvens. Até então a cobertura de nuvens sempre foi um problema, já que a região da maior floresta tropical do mundo comumente está nublada. Na época de chuvas, certas áreas ficavam sem poder ser monitoradas durante mais da metade do ano.


O satélite japonês Alos, que fica a cerca de 700 km de altitude, emite sinais de micro-ondas que são refletidas no solo e voltam para o espaço. O sinal captado pelo aparelho é então enviado para uma base nos arredores de Tóquio, onde as informações são processadas em supercomputadores. 
Oito agentes de fiscalização brasileiros estão no Japão recebendo treinamento para usar as imagens do Alos. Novas áreas de desmatamento que surgiram no final do ano passado já foram detectadas e enviadas para o Brasil. As imagens japonesas, além de indicarem os pontos de devastação e a melhor maneira de a fiscalização chegar até eles, servirão como prova contra desmatadores ilegais nos tribunais.

quarta-feira, janeiro 27, 2010

VESTIDA DE LUZ - Por Anna Müller


 Vestida de Luz
©Anna Müller
  
E depois da vastidão que cobriu
o denso céu do negro tom das minhas dores,
hoje sinto a paz em minha alma,
sinto os clarins dos anjos a
clamar pelo celeste azul das estrelas.
A lua traz consigo o radiante brilho
que guia o meu coração até a verdade...
Os cometas o futuro de quem espera
com a esperança nas mãos ainda trementes.
O sol que emana tanta força cósmica,
nos revigora pelos poros, o sangue
que um dia corria gélido e fraco...
dá a vida no corpo já quase fenecido.
Hoje, sinto-me vestida de luz, a caminhar
sobre um mar de vida, de amor, de esperança
sobrecarregada de um sonho que de luz
me faz esperar.


Nota: Guardamos algumas coisas tão boas de serem lidas e relidas, fragmentos de nossas vidas virtuais!

terça-feira, janeiro 26, 2010

Freud - Além da Alma

Junto com Copérnico e Charles Darwin, Freud revolucionou a maneira do ser humano ver a si mesmo dentro do infinito Universo. Ao afirmar que as ações e os desejos humanos não são frutos da vontade e da vaidade humana, mas sim do nosso inconsciente, Sigmund Freud abalou o mundo científico e criou uma nova maneira de entender a psique humana. Em "Freud - Além da alma" (1962), John Huston pretende mostrar como as teorias freudianas esboçam a própria vida de um dos maiores gênios da Humanidade.
Ansioso em obter respostas plausíveis para aplacar o sofrimento de seus pacientes, Freud enveredou-se à doutrina de Charcot e utilizou-se da hipnose em seus estudos sobre histeria. Embora seus estudos encontrassem a resistência da ala conservadora da Medicina, que via nas teorias de Freud uma ameaça à primazia do ser humano, Freud prosseguiu em sua linha de pensamento e descobriu que o ser humano é dividido entre o Consciente e o Inconsciente, lançando as bases da Psicanálise. Huston, baseado no roteiro escrito pelo filósofo Jean-Paul Sartre (que não consta nos créditos do filme), evitou o risco de fazer uma caricatura de Freud e não abordou a sua vida pessoal, restringindo-se aos seus estudos psicanalíticos. Opção acertada do diretor, pois sua produção não cai na mesmice de filmes meramente biográficos, que se baseiam em informações fragmentadas sobre a intimidade de um personagem histórico e acabam criando indiscriminadamente um mito. É interessante observar como Huston conseguiu articular as descobertas de Freud com as próprias experiências pessoais do psicanalista, como a teoria que desenvolveu sobre o Complexo de Édipo, fundamentando-se na relação com seu pai morto. Com uma linguagem metafórica e onírica, Huston mostra o conflito interior que viveu Freud enquanto tentava penetrar no obscuro inconsciente de seus pacientes, pois temia encontrar o inefável, o impensável. Na verdade, Freud temia encontrar a sua própria essência. Com um elenco notável encabeçado por Montgomery Clift, Susannah York, Larry Parks e David McCallum, "Freud - Além da alma" é um filme acadêmico, inteligente e instigante, que nos permite uma melhor compreensão das teorias freudianas sobre o funcionamento do inconsciente humano e da irrupção do pensamento psicanalítico na sociedade vienense e, depois, no mundo. Um filme tão genial quanto o legado de Sigmund Freud, com legendas em português.

This movie is part of the collection: blip.tv
Audio/Visual: sound, color
Contact Information: Endereços do sítio "Pausa para a Filosofia":
http://elusion-pedion.blogspot.com/2007/05/endereos-do-stio-pausa-para-filosofia.html
Creative Commons license: Public Domain

domingo, janeiro 24, 2010

Sexto Sentido - Pattie Maes

Pattie Maes, é pesquisadora do MediaLabs do MIT, (Massachussets Institute of Technology, para quem não sabe esse é um dos maiores, se não o maior dos, Institutos de pesquisa científica do mundo) e apresenta o "Sexto Sentido", um dispositivo tecnológico que pode vir a mudar nossa vida no futuro.
As imagens que serão mostradas podem parecer estranhas no começo mas insista e começará a entender a nova invenção que está sendo apresentada. Então, ao ver as suas aplicações diárias, comece a deixar o espanto tomar conta de você.
Se houver dificuldade com o inglês, basta escolher legendas em Portuguese (Brazil) ou outra de sua preferência, logo abaixo da tela de vídeo em Wiew Subtitles.
Prepare-se para ver o futuro......

NEFERTITI revealed - A rainha Nefertiti

sábado, janeiro 23, 2010

O Livro Egipcio dos Mortos

Veja como foi achado o único exemplar intacto e totalmente preservado desta obra, e que foi salva graças às habilidades de um contrabandista de antiguidades. Porque para todo egípcio era importante ser enterrado com um exemplar deste livro.

Segundo pesquisadores, foi do Livro Egípcio dos Mortos que o suposto Moisés (se existiu), copiou os 10 mandamentos.


O Túmulo perdido de Jesus

Descubra o que os cientistas dizem a respeito do que seria o túmulo de Cristo.

sexta-feira, janeiro 22, 2010

A Vida de Helena Petrovna Blavatsky

INFELIZMENTE O VÍDEO QUE ESTAVA NO YOUTUBE FOI REMOVIDO POR VIOLAÇÃO DOS DIREITOS DE USO - EU APENAS POSTEI AQUI ATRAVÉS DO CÓDIGO FORNECIDO PELO PRÓPRIO YOUTUBE.
Helena Petrovna Blavatsky, seu nome de batismo era Helena von Hahn, foi a responsável pela sistematização da moderna Teosofia, e foi uma das fundadoras da Sociedade Teosófica. Os seus mais importantes livros são "Ísis Sem Véu" e "A Doutrina Secreta", escritos em 1875 e 1888, respectivamente.
Blavatsky nasceu na cidade de Yekaterinoslav, situada às margens do rio Dnieper, no sul da Rússia (atualmente território da Ucrânia).
O sobrenome "Blavatsky" deve-se a um curto casamento com um homem bem mais velho, chamado Nikifor Vassilievitch Blavatsky, aos dezessete anos de idade. A rigor, a grafia correta e coerente com a forma feminina russa do sobrenome seria Blavatskaia. Já Petrovna é um patronímico, ou seja, identifica o pai. Deste modo, Petrovna significa "filha de Petr (Pedro)".


quinta-feira, janeiro 21, 2010

REIKI - CURSOS EM PORTO ALEGRE/RS

Tenho a grata satisfação de indicar para quem tem interesse em cursos de REIKI aqui em Porto Alegre/RS, bem como para aprofundar seus conhecimentos. 
"Acredito na essencial unidade do homem, e, portanto na unidade de tudo o que vive. Por conseguinte, se um homem progredir espiritualmente, o mundo inteiro progride com ele, e se um homem cai, o mundo inteiro cai em igual medida." Mahatma Gandhi

Beatriz Burigo
 (Yãana Vershiah)  

Namastê!
Estou iniciando nova programação e agendamentos, pois as novas energias do Ano de Tigre já se fazem presentes em nossas novas vidas de 2010.
Se você desejar aprofundar seus estudos, atendimentos individualizados e/ou práticas de Equilíbrio Energético e de Cura Vibracional através dessas técnicas e ferramentas de saúde como uma filosofia de vida holística, em abundância, sabedoria e Conhecimento de si mesmo, uma autotranscendência (Sócrates), aguardo você!

In Lake'ch, 
(Eu sou você e você sou eu)
Ankh Udja Seneb!
                                  "Vida, Prosperidade, Saúde"
Maiores Informações e Inscrições:
Beatriz Burigo (Yãana Vershiah)
Terapeuta Universalista
Reg.FEPLAM n.º 201755; CEEETA   n.º750/01 e AEPERS n.º 7050/01
websites:
http://caminhosgalacticos.blogspot.com
http://www.caminhosgalacticos.com
http://yaanavershiah.multiply..com
www.facebook.com : Beatriz Burigo
www.orkut.com : Beatriz Burigo
* Atendimento Individualizado
* Iniciações (I, II, III e Mestrado)
* Cursos de Auto-Ajuda
* Palestras
* Equilíbrio Energético e Vibracional
Para saber detalhes dos cursos e o currículo da terapeuta "continue lendo"!

terça-feira, janeiro 19, 2010

Veja lista de animais que têm manchas curiosas no pelo


Assim como seu irmão mais velho, um cão da raça Chihuahua nasceu em agosto deste ano com uma mancha em forma de coração, no Japão. O animal recebeu o nome de 'Love-kun' ('Amorzinho'). (Foto: Toru Hanai/Reuters)



Um bezerro nasceu neste mês em uma fazenda de Rhode Island, nos EUA, com a marca de uma cruz branca na cabeça. (Foto: AP)



Uma vaca virou atração na Noruega por ter uma mancha de coração na testa. (Foto: Reprodução)



Amorzinho é irmão mais novo de Coraçãozinho. (Foto: Toru Hanai/Reuters)



Em 2008, um porquinho apelidado de Valentine chamou atenção em uma fazenda perto de Newent, na Inglaterra, ao nascer com uma mancha em formato de coração. (Foto: AP)



Em fevereiro de 2009, um boi nasceu com a mancha de um coração na cabeça na fazenda Yamakun, em Fujisawa, no Japão. (Foto: Itsuo Inouye/AP)



Um bode russo nasceu com a inscrição '10' no dorso. Em 2008, em entrevista ao jornal russo 'Pravda', o dono do animal afirmou que aguardava a oferta de algum meia ou atacante de equipes de ponta da liga russa de futebol. 'Ele é o mascote ideal para um camisa 10', disse. (Foto: Divulgação)



Em março de 2008, uma família da Califórnia (EUA) mostrou um gatinho que nasceu com uma 'mensagem de amor' para a mãe impressa em seu pêlo. Nas costas do animal, é possível ler a frase 'I love Dot' (em português, 'Eu amo Dot'). O 'love' é um coração, e o 'Dot', apelido de Dottie, nome da gata que pariu os bichinhos, é um ponto. Em inglês, 'dot' significa ponto. (Foto: Reprodução/KAUZ 6 News)

Para conservar práticas espirituais, aldeia no AM ganha escola de xamanismo

Saber tradicional inclui cura de doenças desconhecidas pela ciência.
Antropólogo conseguiu apoio nos EUA para construção de maloca.
Dennis Barbosa
Do Globo Amazônia, em São Paulo
A influência de culturas externas ameaça a tradição do xamanismo entre os índios. Para tentar salvar os conhecimentos tradicionais dos baniwas, foi criada na aldeia Uapuí, na Terra Indígena Alto Rio Negro, no noroeste do Amazonas, uma escola para que novas gerações aprendam as técnicas de cura espiritual criadas ao longo de séculos por esse povo da floresta. A inauguração aconteceu no final do ano passado.

Mulheres baniwas receberam visitantes com dança para a inauguração da escola de xamanismo na aldeia Uapuí. (Foto: Michel C. Wright/Divulgação)
“É uma escola para revitalização do conhecimento dos índios baniwas”, explica o antropólogo Robin Wright, da Universidade da Flórida, nos EUA, que passou anos procurando patrocínio para o projeto, até conseguir apoio da Fundação para Estudos Xamânicos, sediada na Califórnia. 

Manuel da Silva, o Mandu, xamã da mais alta graduação entre os índios da região, que dirige a escola junto com seu irmão Mário.  (Foto: Michel C. Wright/Divulgação)
Wright conta que a chegada de missionários cristãos à região da Cabeça do Cachorro, onde fica a aldeia Uapuí, levou muitos índios a abandonarem suas crenças tradicionais.

Os pajés, a quem os índios atribuem o poder da cura por meio do mundo espiritual, foram perseguidos e acusados de práticas satânicas. Isso fez com que eles permanecessem somente em aldeias mais isoladas. 

Os xamãs passam anos estudando para conseguir entrar em transe e, segundo acreditam os índios, buscar no mundo dos espíritos a receita de cura de cada doença, que então se dá com ingredientes naturais. “É um sistema de crença que nós não temos”, comenta Wright. 

domingo, janeiro 17, 2010

Como sobreviver a um Terremoto

Sismicidade Induzida

Além das forças naturais, certas ações do homem podem produzir terremotos localizados como as explosões nucleares. A formação de lagos artificiais, com o propósito de gerar energia, também pode gerar tremores de terra e este fenômeno é denominado sismicidade induzida por reservatórios (SIR).
Embora seja um fenômeno raro - são milhares de reservatórios para poucos casos de SIR - ele é considerado um perigo potencial já que existem barragens espalhadas por todo o mundo.

Terremoto de 6,3 de magnitude atinge costa da Argentina

Tremor ocorreu a 354 quilômetros a sudeste de Ushuaia.

Alarmes de tsunami não foram acionados até o momento.
Do G1, com agências internacionais*
Um terremoto com 6,3 de magnitude atingiu a costa sul da Argentina por volta das 8 horas (9h de Brasília) deste domingo (17), segundo o Instituto de Sismologia dos Estados Unidos (USGS na sigla em inglês).

O epicentro do tremor está localizado na Passagem Drake, a cerca de 354 quilômetros a sudeste de Ushuaia, capital da Terra do Fogo, a uma profundidade de 21 quilômetros, disse o instituto.

Nenhum alarme de tsunami foi acionado ainda pelo Centro de Alarmes de Tsunami da Costa Oeste e Alasca.

Segundo a Defesa Civil na província da Terra do Fogo, no extremo sul da Argentina, o tremor não foi sentido em nenhuma região. "Aqui não se sentiu nada, nem tivemos informações sobre danos", informaram à Agência Efe.

*(Com informações da Reuters e EFE)

sábado, janeiro 16, 2010

A história de Deus - A Vida, o Universo e o Todo

Terremoto atinge a Venezuela

Tremor ocorreu na região de Sucre, segundo agência dos EUA.
Abalo teve magnitude 5,6, e não há relato de danos imediatos.
Um terremoto de magnitude 5,6 atingiu nesta sexta-feira (15) a região de Sucre, na Venezuela, segundo o Centro de Estudos Geológicos dos EUA.

O tremor ocorreu às 16h de Brasília, segundo a agência americana. Medição inicial tinha avaliado o tremor em 5,7.
O epicentro está localizado a 39 km a sudoeste de Carupano, e a uma profundidade de 12 km.

O abalo foi sentido em Puerto La Cruz, onde a estatal de petróleo venezuelana PDVSA tem uma refinaria.


"Todos sentiram. As pessoas estão alarmadas", disse María de los Angeles Rondon, moradora de Puerto La Cruz, à Reuters, por telefone.


Rádios locais disseram que o tremor também foi sentido em uma ampla área, que inclui a Ilha Margarita, destino turístico.

Ainda não há informações sobre os efeitos do tremor.

O abalo na Venezuela ocorre três dias depois que um terremoto de magnitude 7 atingiu o Haiti, provocando destruição e milhares de mortes.

CONSUL DO HAITI NO BRASIL EM SÃO PAULO - QUE VERGONHA!


Cônsul do Haiti em São Paulo diz que tragédia 'foi boa' para o país ficar conhecido, entre outras "barbaridades", sem saber que estava sendo gravado.

Mas que vergonha! Se eu fosse ele pegava "mala e cuia" (como se diz aqui no sul do Brasil) e voltava para o Haiti. Ele deve estar fazendo falta por lá.
Dizer absurdos destes na nossa cara aqui no Brasil, com famílias em luto pelas baixas de militares brasileiros mortos no cumprimento do dever, incluindo militares do nosso Estado do Rio Grande do Sul, e consternados pela miséria daquele povo.
Se ele não tem compaixão pelos próprios irmãos de etnia, ocupando o cargo que ocupa, deveria mesmo pensar em retornar ao seu país, localizar os seus familiares e ajudá-los!
Que vergonha isto, mas que falta de ética! E por falar em ética, por onde anda a diplomacia?
Sinceramente, vai ser difícil explicar esse "mal entendido".
E ainda gostaria de acrescentar que o Sr. Consul tem um excelente e fluente "Português". Eu entendi cada palavra e até uma que foi cortada do vídeo.
No entanto, vamos fazer todo o possível para crer que o Sr. Consul esteja realmente muito abalado com as tragédias que abatem aquele povo e que ele realmente não pensou ao falar.
Aqui no Brasil o povo brasileiro está de luto, não só pelos brasileiros mortos mas pelo bravo povo Haitiano que não deve ser discriminado sob hipótese alguma, nem pela cor, tão pouco pela religião! Quem somos nós para julgá-los?
Leiam a matéria completa no O GLOBO


sexta-feira, janeiro 15, 2010

Haitianos e seus biscoitos de barro

No Haiti, pessoas famintas alimentam-se de “biscoitos de barro”. Preparados com argila, banha, água e sal, são feitos em grandes tachos de barro no chão com água suja e coada sobre panos velhos. A massa então, é espalhada e os biscoitos confeccionados sob o sol de 50 graus. Em pouco mais de uma hora, os biscoitos já estão prontos para serem vendidos.
O resultado é um bocado de lama no estômago intercalado com goles d’água. A geofagia (hábito de comer terra), resulta em cada vez mais o aumento de cirurgias gástricas nos haitianos, devido aos blocos sólidos concentrados em seu interior, seguidos de cólicas e dificuldades em evacuar.
Peguei esta matéria no blog Curiosidades na Net .
Fico aqui pensando se podemos chamar de vida o que eles tinham antes do terremoto?
Vejam as fotos!






França pede a Clube de Paris para cancelar dívida do Haiti

Da Reuters no G1 (veja a notícia no G1)
PARIS (Reuters) - A França entrou em contato com os outros membros credores do Clube de Paris para discutir o perdão da dívida do Haiti, informou nesta sexta-feira a ministra da Economia francesa, Christine Lagarde.

O Clube de Paris chegou a um acordo com os credores em julho do ano passado para cancelar a dívida integralmente.

Lagarde disse ter discutido com os outros membros na quinta-feira sobre a necessidade de acelerar os contratos de cancelamento da dívida que devem ser feitos entre um país endividado e cada um dos credores após um acordo do Clube de Paris.

(Reportagem de Anna Willard e Tamora Vidaillet)
______________________________

Eu não entendi direito essa notícia, a dívida foi cancelada em julho do ano passado ou somente agora estão cancelando? Desde julho parece que a coisa ficou somente num acordo simbólico e parece que somente após a catástrofe resolvem "acelerar os contratos de cancelamento da dívida"? É isto mesmo? Se alguém souber mais detalhes sobre essa questão, por favor, os comentários estão abertos neste blog.

Fiquei aqui analisando a história do povo Haitiano. Acredito que muitos de vocês, assim como eu, foram à Internet buscar informações sobre a História do Haiti.

População com 80% abaixo da linha da pobreza para não dizer miséria, vejamos os dados estatísticos completo:
- 8,1 milhões de habitantes;
- 80% vivem abaixo da linha de pobreza;
- quase 75% das casas não têm água encanada ou esgoto;
- menos de 40% da população tem acesso à água potável;
- não há coleta de lixo;
- 80% da população está desempregada;
- a renda per capita anual do Haiti representa 15% da média latino-americana;
- o analfabetismo atinge 45% da população;
- a expectativa de vida caiu de 52,6 anos em 2002 para 49,1 anos em 2003;
- só 24% dos partos são atendidos por pessoal qualificado;
- o País ocupa o posto 153° na classificação do Índice de Desenvolvimento
humano PNUD (2004).
Fonte: Missão Internacional de Investigação e Solidariedade ao Haiti

Um país que vem sendo ocupado pelas tropas da ONU, porque nem coleta de lixo eles tinham? Na verdade não existia nem saneamento básico! Só com uma cooperativa para o tratamento do lixo já se produziriam empregos e ainda alguns trocados com a reciclagem!

Porque os interventores estrangeiros até este momento não implementaram condições de sobrevivência digna a este povo?

Nós brasileiros precisamos saber a verdade já que nunca perguntaram ao povo brasileiro o que achávamos de mandar tropas brasileiras ao Haiti. Será que perdi esse plebiscito?

Estou aqui com um documento feito em pdf que localizei na internet e que estou compartilhando com vocês!
Afinal de contas o povo brasileiro sempre foi solidário, possuímos uma característica que é nossa marca registrada, "povo cordial", ou seja, somos um povo de grande coração. Também temos inúmeros problemas internos a resolver, questões sociais graves em nosso país, mas mesmo assim, nosso povo traz a marca da solidariedade no coração.
No documento que segue, eles pedem para que as tropas da ONU se retirem daquele país. Evidentemente não é o caso neste momento, porém ficam inúmeras perguntas sobre a interferência estrangeira, já que até o evento trágico que liquidou com o país, sequer havia uma simples coleta de lixo! Eles já eram bravos sobreviventes, pois o que o terremoto lhes tirou foi o que lhes restavam, "suas vidas", pois como se pode chamar o que existia de "país"?
Não sou especialista no tema, tão pouco estou adotando o citado documento intitulado "HAITI, seu povo, sua história, sua luta!" como fonte absoluta da verdade, no entanto, seu conteúdo suscita muitos questionamentos!
Eu baixei o documento e estava livre de vírus, mas no G1 já estão alertando quanto a existência de vírus em alguns endereços com o tema "Haiti", então é bom passar um Antivirus antes de abrir os arquivos ok!
Quem desejar ler o documento na íntegra basta procurar por:
 www.andes.org.br/2009/cartilha/haiti.pdf ou por
[PDF] haiti alterado.pmd

quarta-feira, janeiro 13, 2010

PRECE DE CÁRITAS


DEUS, nosso Pai, que sois todo poder e bondade, dai forca àquele que passa pela provação; dai luz àquele que procura a verdade, pondo no coração do homem a compaixão e a caridade. Deus, dai ao viajor a estrela guia; ao aflito a consolação; ao doente o repouso. Pai, dai ao culpado o arrependimento, ao espírito a verdade, a criança o guia, ao órfão o pai. Senhor, que a vossa bondade se estenda sobre tudo que Criastes. Piedade Senhor, para aqueles que não vos conhecem, esperança para aqueles que sofrem. Que a Vossa bondade permita aos espíritos consoladores derramarem por toda parte a paz, a esperança e a fé. Deus, um raio, uma faísca do Vosso amor pode abrasar a terra. Deixa-nos beber nas fontes dessa bondade fecunda e infinita e todas as lágrimas secarão, todas as dores acalmar-se-ão. Um só coração, um só pensamento subirá até Vós como um grito de reconhecimento e amor. Como Moisés sobre a montanha, nos Vós esperamos com os braços abertos, oh! Poder... oh! Bondade... oh! Beleza... oh! Perfeição, e queremos de alguma sorte alcançar a Vossa misericórdia. Deus, dai-nos a força de ajudar o progresso a fim de subirmos até Vós. Dai-nos a caridade pura; dai-nos a fé e a razão; dai-nos a simplicidade que fará de nossas almas, o espelho onde deve refletir a Vossa Santa e Misericordiosa imagem.
* * *
Mme. W. Krill.
Ditado pelo Espírito Cáritas.
25 de dezembro de 1873.

Terremoto de magnitude 7 destrói prédios e provoca devastação no Haiti

Para ler mais notícias sobre o terremoto clique AQUI.

terça-feira, janeiro 12, 2010

MAPET SHOW

Vocês lembram do Mapet? Eu adorava! (risos)

ENCONTRO ENTRE CONFÚCIO E LAO TSÉ (SEGUNDO CHEN SIEN TCHOAN)

Lao Tsé, sábio ilustre, morava às margens do Rio Lo. Sua doutrina, “Tao to tsing” (Laço das Virtudes e do Método), parecia estranha e era incomprendida pelo povo. Por esta razão, o soberano do Estado de Lu decidiu solicitar o concurso de Confúcio, que deveria procurar “o Velho”(assim era o apelido que tinha, devido ao fato de seus cabelos serem brancos desde a juventude) e dele receber conselhos e, se possível, alguns dos segredos que tornavam mais poderosos os membros da dinastia Chou.


segunda-feira, janeiro 11, 2010

Uma linda Cachorrinha (Border Collie) reconhece mais de 340 palavras.



Isto significa que ela tem um vocabulário de mais de 340 palavras e que tem uma mente equivalente a uma criança de dois anos de idade! O aspecto desta fase de desenvolvimento requer pensamento abstrato!
Infelizmente não está disponível o código para que se incorpore o vídeo no blog, mas você poderá ver la no youTube clicando aqui.
Vale a pena ir lá olhar este animal encantador!
São os nossos animais domésticos (superiores) rumo a sua individualização!
E/t.: A foto é só para identificar a raça.

Lixo e poluição tomam conta de várias praias brasileiras



Será que é por falta de informação que fazemos isto?
Companhias de limpeza urbanas de sete cidades separaram e pesaram o lixo recolhido em um quilômetro de praia em um único dia do fim de semana.

Tremor de terra é sentido em quatro estados do Nordeste

Epicentro foi no Rio Grande do Norte, segundo laboratório sismológico.
Abalo teve reflexos em Pernambuco, Ceará e Paraíba.
Glauco Araújo
Do G1, em São Paulo
O tremor de terra registrado no Rio Grande do Norte, às 14h (horário de Brasília), teve reflexos no Ceará, em Pernambuco e na Paraíba. As informações preliminares do laboratório sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) indicam que a magnitude do tremor atingiu 3,8 na escala Richter, mas os dados das estações medidoras seguem em análise dos técnicos.