domingo, novembro 29, 2009

O LIVRO DOS MÉDIUNS, EXIBIDO PELA TV MUNDO MAIOR

O Livro dos Médiuns
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Publicação do Livro dos Médiuns em Paris
O Livro dos Médiuns, ou Guia dos Médiuns e dos Evocadores (Le Livre des Médiums em francês), é a segunda das cinco obras básicas do espiritismo, publicada em 1861, na França, por Allan Kardec. Versa sobre o caráter experimental e investigativo da Doutrina Espírita, visto como ferramenta teórico-metodológica para se compreender uma "nova ordem de fenômenos", até então jamais considerada pelo conhecimento científico: os fenômenos ditos espíritas ou mediúnicos, que teriam como causa a intervenção de espíritos na realidade física.

As primeiras investigações de Kardec tinham por foco um fenômeno bastante comum em meados do século XIX, na Europa e nos Estados Unidos: o das chamadas mesas girantes ou dança das mesas, em que certa quantidade de pessoas se reuniam em torno de mesas para se entreter com deslocamentos insólitos e aparentemente involuntários realizados por esses móveis. Apesar do nome, era comum, segundo diversos relatos da época, a ocorrência de fenômenos semelhantes com objetos variados.
Após dois anos de investigação, Kardec se viu particularmente convencido da hipótese mediúnica como a forma mais consistente de explicar certas ocorrências de movimentação espontânea de objetos. Isso porque, para além dos simples deslocamentos aleatórios, perfeitamente atribuíveis a causas naturais, Kardec catalogou o que denominava manifestações inteligentes, ou seja, movimentos que recorriam a sistemas simbólicos para estabelecer um canal de comunicação com um entrevistador. Alguém fazia uma pergunta e estabelecia critérios como "uma batida para sim, duas para não", e, em certos casos, um interrogatório feito à exaustão obtinha sucessivas respostas corretas. Com o tempo esse método de comunicação foi sendo depurado, passando pelo uso de um lápis amarrado a um cesto em cuja borda um ou mais médiuns colocavam seus dedos, até chegar à moderna técnica da psicografia.
Assim, Kardec se empenhou em fazer um estudo analítico das diversas modalidades de comunicação estabelecidas entre homens e espíritos, que resultou em O Livro dos Médiuns.


O LIVRO DOS ESPÍRITOS EM ÁUDIO



O Livro dos Espíritos
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Publicação do Livro dos Espíritos em Paris
O Livro dos Espíritos (Le Livre des Esprits) é o primeiro livro sobre a doutrina espírita publicado pelo educador francês Hippolyte Léon Denizard Rivail, em 18 de abril de 1857, sob o pseudônimo Allan Kardec. É uma obra básica do espiritismo, e foi lançado por Kardec após seus estudos sobre os fenômenos que, segundo muitos pesquisadores da época, possuíam origem mediúnica, e estavam difundidos por toda a Europa durante o século XIX.
Apresenta-se na forma de perguntas e respostas, totalizando 1.019 tópicos. Foi o primeiro de uma série de cinco livros editados pelo pedagogo sobre o mesmo tema.
As médiuns que serviram a esse trabalho foram inicialmente Caroline e Julie Boudin (respectivamente, 16 e 14 anos à época), às quais mais tarde se juntou Celine Japhet (18 anos à época) no processo de revisão do livro. Após o primeiro esboço, o método das perguntas e respostas foi submetido a comparação com as comunicações obtidas por outros médiuns franceses, totalizando em "mais de dez", nas palavras de Kardec, o número de médiuns cujos textos psicografados contribuíram para a estruturação de O Livro dos Espíritos, publicado em 18 de Abril de 1857, no Palais Royal, na capital francesa, contendo 550 itens. Só a partir da segunda edição, lançada em 16 de março de 1860, com ampla revisão de Kardec mediante o contato com grupos espíritas de cerca de 15 países da Europa e das Américas, aparecem as atuais 1019 perguntas e respostas.


FONTE DO ÁUDIO http://espiritismoemmovimento.blogspot.com/

NOSSO LAR


Nosso Lar é o um dos livros - o mais vendido até hoje - psicografados pelo médium brasileiro Chico Xavier, que compõem uma coleção intitulada A Vida no Mundo Espiritual, atribuída ao espírito André Luiz. No movimento espírita brasileiro essa coleção é também conhecida como Série Nosso Lar.

Clássico da literatura espírita brasileira, Nosso lar é um romance que versa sobre os primeiros anos do médico André Luiz após sua morte, numa "colônia espiritual", espécie de cidade onde se reúnem espíritos para aprender e trabalhar entre uma encarnação e outra. O romance levanta questões acerca do sentido do trabalho justo e dignificante e da Lei de Causa e Efeito a que todos os espíritos, segundo o espiritismo, estariam submetidos.
A novelista Ivani Ribeiro teve o livro Nosso lar entre suas bases para escrever a novela A viagem, que até agora teve produzidas duas versões, ambas com sucesso e impulsionando a venda de literatura relacionada ao tema.
Nosso Lar, obteve o primeiro lugar entre os dez melhores livros espíritas publicados no século XX, segundo pesquisa realizada em 1999 pela "Candeia Organização Espírita de Difusão e Cultura".




SOBRE ANDRÉ LUIZ
Segundo relatos mediúnicos, André Luiz teria sido, em sua última encarnação, datada do início do século XX, um médico sanitarista brasileiro que morou no Rio de Janeiro(algumas pessoas dizem ser Carlos Chagas).[carece de fontes] "Habitaria", pelo menos à época em que ditou Nosso Lar a Chico Xavier, a "colônia espiritual" homônima à obra, "situada próxima ao Rio de Janeiro". Há obras de André Luiz posteriores à série que leva seu nome, a exemplo de Respostas da Vida, psicografado por Chico Xavier e publicado em 1976.
Relativos a reencarnação anterior de André Luiz, o pesquisador e jornalista, "luciano dos Anjos", afirma que André Luiz, era o renomado neurologista Faustino Esposel.
Faustino Monteiro Esposel nasceu em 10.8.1888, na rua dos Araújos nº 10, bairro do Engenho Velho, cidade do Rio de Janeiro. Desencarnou na mesma cidade, às 17 horas de 16.9.1931, residindo então na rua Martins Ferreira nº 23, no bairro nobre de Botafogo.
Era filho de João Paiva dos Anjos Esposel e de Maria Joaquina Monteiro (filha reconhecida, ou seja, não registrada oficialmente). Tinha cinco irmãos: Oscar, Noêmia, Mário, Adolfo e Carlos. Eram seus avós paternos: José Maria dos Anjos Esposel e Margarida Maria; e avós maternos: Isidro Borges Monteiro e Paulina Luísa de Jesus.
Faustino Esposl casou com Odette Portugal Esposel, conhecida por Detinha, nascida em 6.6.1900 e desencarnada em 5.2.1978. Era professor substituto da seção de neurologia e psiquiatria da Faculdade de Medicina, catedrático de neurologia na Faculdade Fluminense de Medicina. Foi ainda chefe do serviço da Policlínica de Botafogo e do Sanatório de Botafogo e médico da Associação dos Empregados do Comércio. E era também sanitarista, portador por concurso do título de docente de higiene da Escola Normal do Rio de Janeiro, na qual foi continuamente encarregado de cursos complementares. Fez os estudos primários na Escola Alemã, conhecia profundamente o idioma germânico, cursou durante alguns anos o externato Mosteiro de São Bento. Formou-se em 1910 em farmácia e em medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, onde defendeu tese sobre "Arteriosclerose cerebral", em que recebeu a nota de distinção.
Entusiasta dos esportes e da educação física, Faustino Esposel foi presidente do Clube de Regatas do Flamengo, do Rio de Janeiro.
Fontes:

sábado, novembro 28, 2009

Documentário de Jiddu Krishnamurti

Quando escutamos uma palestra de Krishnamurti ou lemos seus textos, é comum as pessoas falarem da dificuldade em compreendê-lo, também é comum dizerem que ele é contraditório, talvez irreverente. Mas nem sua fala, tão pouco seus textos contem qualquer sombra de contradição ou irreverência, ao contrário.

Já tive oportunidade de presenciar pessoas tentando interpretar seus textos de forma muito literal, sem preocuparem-se com as entrelinhas. No entanto, para que possamos compreender um pensador (filósofo) deste quilate é necessário buscarmos compreender sua origem, sua cultura e o desenrolar de suas experiências. No meu ponto de vista é fundamental entendermos como era o mundo de sua época! Isto é básico para que possamos compreender atitudes, teorias, conceitos etc., visto que cada um de nós reage frente a sociedade de sua época.
Basicamente ele expressa o tempo todo uma profundidade de pensamento sobre o conceito de liberdade e ao menos no meu entender, fica evidente que isso foi um reflexo de sua experiência humana, sua infância e juventude. O contato com tudo que o rodeava durante toda sua trajetória, diante de uma sociedade que buscava por um salvador, alguém em quem se apoiar, alguém a quem seguir.
O que eu vejo de sublime na sua trajetória é que ele fez do limão que foi sua infância e juventude, uma limonada para o degustar de toda a humanidade! De sua subjetividade dolorida, traumatizada, ele encontrou uma forma de traduzir ao mundo uma maneira mais amorosa de ser. Diante de sua dor mais profunda ele, antes de revoltar-se, identificou-se com as dores do mundo e deu ao mundo um lenitivo objetivo as vezes duro, mas extremamente verdadeiro!
Ele provavelmente sentiu sua liberdade tolhida, ainda quando talvez nem soubesse seu significado! E no meio disto tudo ele conseguiu entender-se como um ser único, capaz de elaborar suas próprias convicções e libertar-se das amarras para ser o que desejavam que ele fosse, um dos grandes instrutores da humanidade, porém livre! E fica evidente que nada disso seria possível se não fosse o grau de espiritualização com que ele chegou a esse mundo e não pelo polimento educacional da epóca e dos conhecimentos dos livros. Ele realmente fez seu autoconhecimento e dele produziram-se frutos trazendo à superfície um intelecto evidentemente superior. E ainda assim compartilhou conosco toda sua dor em forma de amor!
Achei este documentário bastante exíguo, embora traga fotos e vídeos. Espero que alguém ainda se interesse em produzir outros que explorem mais todas as circunstâncias de sua época.
 

MEDITAÇÃO FAZ BEM - SAIBA PORQUE!



Um lindo vídeo sobre meditação!


terça-feira, novembro 24, 2009

Ressonância Schumann


Este texto já deu voltas pela internet e até existe quem o rechace completamente. Um conhecido meu, disse que o fato de acharmos que o tempo está passando rápido demais é porque estamos envelhecendo (risos), dizia ele: "minha avó sente e pensa assim, mas é porque ela já é velha".

Ah, Perante - Álvaro de Campos (Fernando Pessoa)


Ah, perante esta única realidade, que é o mistério,

Perante esta única realidade terrível — a de haver uma realidade,
Perante este horrível ser que é haver ser,
Perante este abismo de existir um abismo,
Este abismo de a existência de tudo ser um abismo,
Ser um abismo por simplesmente ser,

O OLHO DE HORUS

Documentário espetacular abrangendo toda a história do Egito Antigo, desde o final da lendária Atlântida até o final da civilização egípcia.


Episódios:
1 - A Escola de Mistérios
2 - Osiris - Senhor da Reencarnação
3 - A Esfinge - Guardiã do Horizonte
4 - A Flor da Vida
5 - Saqqara - O Complexo de Cristal
6 - Saqqara - A Máquina Quântica
7 - Dendera - O Amanhecer da Astronomia
8 - EDIFU - O Caminho para a Compreensão
9 -  COM OMBO - O Portal da Liberdade
10 - PHILAE - O Princípio Feminino


sexta-feira, novembro 20, 2009

Iluminação é Perda

Muitas pessoas buscam a iluminação, a suprema experiência da existência humana, mas geralmente a procuram no lugar errado, acumulando conhecimentos e informações.

quinta-feira, novembro 19, 2009

O VERDADEIRO PENSAR


Há tantos problemas, principalmente NESTA HORA (momento apocalíptico) DE GRANDE CONFUSÃO, em que cada indivíduo, sociedade, grupo ou nação, busca a segurança à custa de outros, que me parece da máxima importância descobrir-se a MANEIRA DE PENSAR CORRETAMENTE, logo que surge um problema, e enfrentá-lo adequadamente.
O que importa NÃO É O QUE DEVEMOS PENSAR EM RELAÇÃO AO PROBLEMA, nem qual deva ser a nossa ATITUDE em face dele, mas COMO PENSAR a respeito do mesmo.
Estamos habituados a que NOS DIGA (informações terceirizadas, direcionadas, selecionadas do passado organizadas como filosofias, crenças e religiões) O QUE PENSAR, de que maneira devemos aplicar-nos a um problema, mas NÃO SABEMOS o que é PENSAR.
Parece-me, por isso, importantíssimo descobrir O QUE É PENSAR CORRETO, uma vez que os vários problemas que constantemente defrontamos EXIGEM (o normal, adequado, prático, comum na natureza) PENSAR CORRETO.
Há uma SOLUÇÃO CORRETA (a mente humana tem essa capacidade) PARA QUALQUER PROBLEMA, mas essa SOLUÇÃO REQUER UM PENSAR CORRETO e não um MERO DESEJO DE RESOLVER a dificuldade.
O essencial NÃO É SABER O QUE PENSAR, mas SABER PENSAR CORRETAMENTE.
Desejo examinar esta questão convosco nesta tarde.
Uma vez que SÓ PODE HAVER AÇÃO CORRETA quando HÁ PENSAR CORRETO.
Se NÃO SABEMOS pensar NÃO SABEMOS agir.
Mas, QUE É PENSAR?

segunda-feira, novembro 16, 2009

Sensibilidade

Hoje gostaria de relatar um dos meus primeiros atendimentos de Reiki à distância.
Depois de terminado o terceiro nível de REIKI (3-A), continuei a praticar muitos atendimentos de Reiki presencial, porém ainda não tinha tido a oportunidade de um tratamento à distância.
Naquela época o MSN ainda possuía salas de bate-papo e conheci outras duas amigas que tinham a intenção de auxiliar as pessoas em atendimentos gratuitos pela internet. Uma delas, numeróloga, a outra astróloga, e eu com o REIKI. Abrimos uma sala com estas três disponibilidades de consultas on-line, onde procurávamos informar os conceitos básicos de cada atividade e também disponibilizávamos um atendimento individual, sem qualquer custo. Passávamos boas horas dando informações a respeito das técnicas e também indicando algumas leituras.
Certa ocasião a colega de numerologia me pediu para enviar um Reiki à distância, informando o nome da pessoa, perguntei a ela se a pessoa em questão sabia do atendimento e se concordará, para o que ela me garantiu que sim.
Aqui seria interessante abrirmos um parêntese.


O Que é Crédito de Carbono e Qual sua Importância em Nossas Vidas?


A idéia de se criar o sistema de créditos de carbono foi buscar compensar a emissão de gases que produzem o efeito estufa através de um programa que desperta nos países a vontade política de rever os seus processos industriais e, com isso, diminuir a poluição na atmosfera e o seu impacto no aquecimento do clima. Em função disso foi criado um certificado que é emitido pelas agências de proteção ambiental reguladoras, atestando que houve redução de emissão de gases do efeito estufa. A quantidade de créditos de carbono recebida varia de acordo com a quantidade de emissão de carbono reduzida. Foi convencionado que uma tonelada de dióxido de carbono (CO2) equivale a um crédito de carbono.

domingo, novembro 15, 2009

Desvendando o Mistério da Vida

"Na própria base da vida, onde as moléculas e células fazem o espetáculo, descobrimos máquinas, literalmente máquinas moleculares. Ao observarmos estas máquinas, perguntamo-nos “De onde vieram?” A resposta da evolução darwiniana, a meu ver, é muito inadequada". (Dr. Michael Behe, Bioquímico)
Em 1859, Charles Darwin publicou seu livro "A Origem das Espécies", transformando a ciência com a teoria da evolução através da seleção natural. Hoje, essa teoria enfrenta sérios questionamentos. O "Projeto Inteligente" acendeu uma centelha tanto de descoberta quanto de intenso debate sobre a origem da vida. Conheça a história e o raciocínio por trás desse pensamento científico. Através de lindas imagens e computação gráfica este DVD revela o mundo do núcleo da célula. Uma verdadeira aula para entendermos o funcionamento do DNA. Este documentário desafia professores e alunos a reexaminarem o modelo darwiniano referente à origem da vida.

A Rede do Pensamento

Krishnamurti:
Nós temos que compreender o fato de que o controlador é o controlado. O pensamento criou o pensador separado do pensamento que então diz: "Eu devo controlar". Assim, quando vocês percebem que o controlador é o controlado, vocês eliminam totalmente o conflito. O conflito só existe quando há divisão. Nossa vida está em conflito porque nós vivemos com essa divisão. Mas essa divisão é falaciosa, não é real; ela tornou-se um hábito nosso, uma cultura nossa.
Assim, quando percebemos esse fato (que o pensador é o pensamento) então todo o modelo do nosso pensamento sofre uma mudança radical e não há nenhum conflito. Essa mudança é absolutamente necessária se estamos meditando porque a meditação exige uma mente altamente compassiva e, portanto, altamente inteligente, com uma inteligência que nasce do amor, não do pensamento astucioso.
J.krishnamurti em "A Rede do Pensamento" (Editora Cultrix)

segunda-feira, novembro 09, 2009

DIÓGENES O CÍNICO


"Diógenes foi um filósofo cínico nascido em Sinope. Seu pai era banqueiro e foi acusado, assim como Diógenes, de adulterar moedas públicas. Por essa razão foi encarcerado e Diógenes fugiu para Atenas.
Em Atenas torna-se discípulo de Antístenes, o fundador da Escola Cínica que preconizava o desprezo por bens materiais e conforto pessoal.

domingo, novembro 08, 2009

VOCÊ APRENDE

Excelente semana a todos!

O Espiritismo De Kardec Aos Dias De Hoje

Em comemoração ao Bicentenário de Nascimento de Allan Kardec (1804-2004), o Codificador do Espiritismo, a Federação Espírita Brasileira (FEB), em parceria com a Versátil Home Video, apresenta "O Espiritismo - De Kardec aos Dias de Hoje". O filme traz uma visão geral sobre os preceitos básicos da Doutrina Espírita e sua contribuição para o progresso e a felicidade do ser humano. Abrangendo desde as obras que compõe a Codificação do Espiritismo por Allan Kardec ao Movimento Espírita da atualidade, é uma excelente introdução à Filosofia, à Ciência e à Religião Espírita. Oferecimento: Acervo Virtual Espírita - http://acervovirtualespirita.webs.com - (Espaço dedicado ao espiritismo e a espiritualidade, diversificado material gratuito para download)


quinta-feira, novembro 05, 2009

CRACK - NEM PENSAR

O crack não é uma droga nova mas uma nova via de administração da cocaína. Isto faz diferença quanto a rapidez de ação e por motivos operacionais, pois seu baixo custo torna-a atraente para o consumo. Todas as informações a respeito dos efeitos do crack devem ser procurados nas páginas sobre cocaína. Nesta seção é tratado apenas das peculiaridades do crack.


No começo dos anos 80 a pasta de coca foi transformada numa forma nova chamada base livre, que permite a volatilização (transformação em vapor) da cocaína, permitindo com que a cocaína pudesse ser fumada. A cocaína inalada em pó é uma apresentação sólida que se disolve na mucosa nasal antes de ser absorvida. Os vapores do crack vão para os pulmões e são transportados para a corrente sanguínea mais rapidamente conferindo maior rapidez de sensação psicotrópica, a sensação contudo é a mesma da cocaína bem como os demais efeitos. O nome crack é derivado do ruído característico que é produzido pelas pedras quando estão sendo decompostas pelo fumo.

O crack é considerado uma jogada de marketing, por ser barato alcança classes econômicas antes não atingidas pelo alto custo da cocaína em pó. O crack age por menos tempo do que a cocaína inalada, mas como inicia muito mais rapidamente e mais intensamente que a cocaína há uma especie de compensação psicológica pelo efetio. O crack é mais barato porque há pouca quantidade de cocaína nas pedras. O tempo para início de ação do crack são aproximadamente 10 segundos e o tempo de duração são de 5 minutos.
Ref. Bibliograf: Liv 01 Liv 02 Liv 07 Liv 15 Addictive Bevaviors 2000; 4: 579-584

ALCOOLISMO

terça-feira, novembro 03, 2009

Rachadura gigante em deserto na África pode criar novo oceano

Uma fenda aberta em 2005 em um deserto na Etiópia é considerada por alguns geólogos o berço de um “novo oceano”. A rachadura, com 56 quilômetros de extensão e 6 metros de largura, é objeto da curiosidade intelectual de um consórcio de pesquisadores britânicos, americanos e etíopes, que mantêm um site com o diário das investigações.
Tudo começou quando o Vulcão Dabbahu, no terminal norte da fissura, entrou em erupção.

EXISTE UMA VIDA FUTURA? - (Jiddu Krishnamurti )

Interessam-se realmente por isso? Suponho que sim, pois, de outro modo, não fariam a pergunta. Mas, um momento: por que perguntam se existe uma vida futura? Só por divertimento, curiosidade, porque estão atemorizados com o presente e, portanto, pretendem saber qual será o futuro, ou simplesmente para aprender? Ora, sabem que alguns cientistas modernos, bem conhecidos, estão afirmando que existe uma vida futura.
Dizem eles que, através de médiuns, podemos descobrir que existe uma vida após a morte. Muito bem, tomemos isso como decidido, que ela existe. Que acontece se existir uma vida futura?


O amor é um sentimento?

O Amor é um sentimento? Que é sentimento? O sentimento é como o pensamento. Sentimento é sensação. Vejo uma flor e “reajo” a essa flor: gosto ou não gosto dela. O “gosto” ou o “não gosto” é ditado por meu pensamento, e o pensamento é reação do fundo de memória. Assim, digo: “Gosto daquela flor” ou “Não gosto daquela flor”; “Gosto deste sentimento” ou “Não gosto daquele sentimento”. Ora, o amor está em relação com o sentimento? Qual é vossa resposta? Vede o que minha pergunta significa. Escutai-a!


segunda-feira, novembro 02, 2009

ANA MARIA BRAGA ENTREVISTOU FLÁVIO GIKOVATE

O psicoterapeuta Flávio Gikovate, autor do livro Uma nova visão do amor (MG Editores), participou do programa Mais Você (TV Globo), na sexta-feira, dia 10 de julho.
A apresentadora Ana Maria Braga conversou com Gikovate sobre o porquê de algumas mulheres escolherem sempre os homens errados. Em seu livro, ele propõe uma nova maneira de enxergar a relação entre duas pessoas, apontando a vaidade como um dos principais obstáculos à felicidade e mostrando que o uso da razão é um dos caminhos para viver plenamente o amor. Para assistir o programa, veja o vídeo no final da página.

Partindo de considerações pessoais muito peculiares, sempre apoiadas em sua experiência clínica de mais de quarenta anos, Gikovate parte do princípio de que o amor, por ser considerado o mais nobre dos sentimentos, raramente é associado a elementos negativos, o que impede uma reflexão crítica sobre ele. 



Por isso, Gikovate apresenta novas formas de relacionamento, baseadas na consciência de que somos seres plenos e não apenas metades em busca de complemento. “O amor dito ‘romântico’ é imaturo e regressivo e não condiz com uma relação de boa qualidade. O amor é um sentimento que temos pela pessoa cuja presença provoca em nós a sensação de paz e aconchego que perdemos ao nascer. A mãe é o nosso primeiro objeto de amor. Quando crescemos e nos tornamos independentes, queremos nos entreter com outras coisas, mas, vez por outra, nos sentimos inseguros e corremos atrás do aconchego físico materno. Portanto, o amor é o sentimento que se tem pela pessoa com a qual você supre a sensação de desamparo, de incompletude. Mas essa sensação de que falta alguma coisa não pode ser preenchida por outra pessoa. Temos de nos resolver interiormenteantes de nos unir a alguém”, afirma o autor.
Gikovate acredita que a maioria das pessoas gosta mais de sonhar com o amor do que viver uma relação correspondida para valer. Alguns amam sem ser amados. Outros são amados, mas não amam. Poucos amam e são amados da mesma forma. “Parece que boa parte das pessoas tem dentro de si um grande medo do amor, medo que predomina sobre o desejo. Assim, prevalece o medo de perder a individualidade e, principalmente, o medo da felicidade”, diz.
Clique aqui para saber mais sobre o livro e aqui para ver todos os livros deste autor publicados pela MG Editores. 



domingo, novembro 01, 2009

Mestre Para Quê?




Estava navegando por aí e encontrei esse texto taoísta que nós dá a verdadeira essência de um mestre. É bastante comum desejarmos ardentemente encontrar o nosso mestre. Muitas vezes ele está bem próximo de nós, porém a nossa falta de sensibilidade ainda não nos permite identificá-lo. 
Em outros casos como diz o autor deste texto, passamos a vida a buscá-lo, e ele está dentro de nós mesmos!


Vamos ao texto:
  
"Vemos sempre a menção à importância do Mestre na caminhada espiritual, mas muitas vezes as pessoas interpretam mal esta necessidade. Para que eu necessito de um Mestre, afinal?
A totalidade das tradições espirituais da Humanidade preconiza a necessidade de se obter ensinamentos de um verdadeiro Mestre para podermos trilhar o caminho seguro até a sabedoria. Mas a real utilidade destes Mestres é indicar uma direção e nunca ajudar a caminhar. Existe muita diferença entre os dois conceitos.


Um Mestre autêntico deve saber orientar os passos de seus alunos em direção aos seus objetivos sem todavia conduzi-los. Um Mestre é uma placa de indicação, que apenas mostra o roteiro, nunca um veículo.


Encontrar ou não um Mestre é apenas questão de tempo. Todos temos um ou mais mentores que nos orientam pela vida. Seu Mestre pode ser um parente, um professor ou seu vizinho. Não precisamos aprender de um velhinho oriental. A sabedoria está em toda parte e ao alcance de todos. Muitos se tornaram autodidatas pois trazem de outras vidas uma grande bagagem de conhecimento. Miyamoto Musashi, o mais célebre samurai do Japão, nunca teve um mestre e treinava com sua espada de madeira nas árvores. Morihei Ueshiba, fundador do Aikidô, apesar de ter tido grandes Mestres em pessoa, costumava ir até as montanhas treinar espada com os Tengu, seres míticos que habitam as florestas japonesas.


Um Mestre pode ser nossa própria consciência superior, ou uma pessoa comum, ou uma pessoa especial ou um ser imaterial. Não importa. Sempre existirá um guia.


Mas como se reconhece um Mestre? É uma pessoa com a qual aprendemos mesmo sem ter que falar coisa alguma. É uma pessoa que nos enche de energia, inspiração e sabedoria apenas com sua proximidade. É aquela em quem sempre pensamos em recorrer quando temos dúvidas. Não problemas, mas dúvidas, pois o Mestre é um guia.


Muitas vezes nosso Mestre se encontra mais perto do que imaginamos. Outras vezes levamos a vida toda para encontrá-lo. Mas o tempo não importa já que somos seres espirituais. A caminhada é longa mas pode ser menos áspera com a orientação adequada. Este é o papel do verdadeiro Mestre. Ele nunca fecha as portas, mesmo com a arrogância e o descaso de seus imperfeitos discípulos. Ele está sempre pronto a lhe orientar, embora muitas vezes a ajuda não seja da maneira que você espera. Ele lhe dará o que você precisa e não o que você deseja. Tudo o que ele lhe diz possui uma razão especial, mesmo que você não possa compreendê-la no momento.


Um Mestre é um bem precioso que deve ser sempre mantido com respeito e dedicação."


SOBRE O AUTOR _____
Gilberto Antônio Silva é Parapsicólogo, Acupuntor, Terapeuta e Escritor, estudando cultura e filosofia oriental desde 1977. Como Taoísta, se preocupa em divulgar a filosofia e as artes taoístas, como I Ching, Feng Shui e Chi Kung, para melhoria da qualidade de vida das pessoas. Contato: gilberto@longevidade.net - http://www.taoismo.org/



TROCA DE REIKI

Uma das coisas mais importantes após a sintonia (iniciação) com o Reiki, ainda no curso de REIKI é a troca experimental que os alunos podem fazer entre eles. Vou relatar para vocês como foi a minha primeira prática com o Reiki.