PARA ONDE VAI TODO ESTE DINHEIRO???

BRASILEIROS AINDA MORREM NA FRENTE DE HOSPITAIS SUPER LOTADOS E COM FALTA DE RECURSOS MATERIAIS PARA ATENDIMENTO DIGNO!!

NOSSA EDUCAÇÃO É UMA DAS PIORES DO MUNDO!!

BRASILEIROS AINDA MORREM DE FOME E SEDE NO NORTE E NORDESTE DO BRASIL!!
BRASILEIROS SÓ VIRAM SEGURANÇA PÚBLICA PELO EVENTO DA COPA DO MUNDO E AGORA TUDO VOLTA COMO ANTES!!!
Get Adobe Flash player ,/center>

sábado, outubro 31, 2009

REIKI - COBRAR OU NÃO COBRAR?

Hoje vou comentar sobre a sintonia com o REIKI e outras questões. Logo que comecei a trabalhar no espiritismo é natural ficarmos por algum tempo na assistência e não junto à mesa.

Com o passar do tempo já na mesa de trabalhos, fiz um pequeno curso sobre passes, mas que me ajudou muito nos primeiros passos, e uma das instruções era de nunca ou em tempo algum devemos permitir que alguém manipulasse nossos chakras a fim de ativá-los para um despertar de uma sensibilidade mais ostensiva e que esse despertar deve ser sempre se dar de forma natural e sem a interferência direta de ninguém. Quando fui buscar o curso de Reiki minha curiosidade estava toda voltada para este aspecto e fui logo perguntando ao instrutor como seria a “sintonia” com o REIKI e se teria alguma imposição de mãos em algum chakra. Ele ficou curioso por que até então, naquela época quase ninguém perguntava isso no primeiro dia de curso. Expliquei que vinha da escola espírita e foi quando ele ficou mais surpreso já que se estudava pouco sobre isto naquela época, a internet estava começando, eu mesma fui ter meu primeiro computador em meados de 99, e mais remava do que navegava com a conexão discada. No curso, se não me falha a memória, éramos em 10 pessoas, e claro eu levantei um tema (kundalini) que também despertou a curiosidade dos demais. Ele explicou preliminarmente como funcionava a sintonia e que era normal a imposição de mãos, mas que ele já havia decidido antes mesmo da minha pergunta, que faria a sintonia de todo o grupo “à distância”. Devemos entender que Reiki à distância pode ocorrer presencialmente em uma distância de apenas dois metros ou à distância (não presencial) de quilômetros. Fiquei feliz, pois seria uma sintonia presencial, mas sem imposição de mãos. Isto significa dizer que não haveria uma interferência física e direta do instrutor agindo sobre os Chakras. Atualmente, alguns instrutores de REIKI fazem a sintonia à distância de quilômetros dos seus alunos. No entanto, gostaria de abrir um parêntese aqui, não recomendo que a sintonia com o REIKI seja feita dessa maneira. A sintonia com o REIKI é algo muito subjetivo, eu diria que é como um batismo, e no meu entendimento o iniciante perderá muito não realizando esse procedimento de forma presencial. Além do que ele perderá também a oportunidade de fazer a troca do REIKI com outros colegas e isso é o começo da nossa prática, onde certamente ocorrerão algumas dúvidas que poderão ser esclarecidas naquele instante junto com seu instrutor. Tendo em vista a popularidade que o REIKI alcançou, considero fundamental que se conheça pessoalmente nosso instrutor e que entre ele e seus alunos exista uma simpatia e principalmente confiança. Somente recomendo a sintonia à distância, quando realmente não se tenha outra possibilidade de que ocorrera de forma presencial. No entanto os tratamentos á distância são tão eficazes quanto os presenciais. Outra indicação que considero muito importante é saber se o seu instrutor poderá lhe fornecer um certificado, pois sem o certificado será difícil vir a estabelecer-se como um terapeuta profissional, se for o caso, evidentemente. E refiro-me ao certificado aqui não como um instrumento que lhe dê possibilidades de cobrar pelo tratamento, mas para que o seu paciente saiba que você fez um curso de Reiki. Outra questão que gera bastantes discussões é a questão dos custos, ou seja, quanto se deve pagar por um curso de REIKI? Bem se você tem dinheiro para investir, você pode entrar até em um turismo esotérico e ir fazer sua sintonia lá em Machu Picchu, em meio à natureza e as energias do lugar, ou quem sabe ir para Índia, ou Japão, seja lá onde for. Viajar faz bem à alma! A questão é saber o que você está pagando? Não pagamos pela energia, a energia é abundante e ao alcance de qualquer um, você irá pagar pelo material didático, apostilas, a hora do instrutor e isso irá variar de instrutor para instrutor. Quando vamos receber massagem estética ou relaxante, pagamos pelo trabalho do massagista, ou seja, o custo hora, os óleos e cremes, etc. Se formos fazer uma sessão de acupuntura, estaremos pagando a hora do profissional, bem como outros custos relativos a essa técnica. Quando vamos ao psicólogo ou psicanalista, pagamos basicamente os custos da hora daquele profissional. Porque com o REIKI deveria ser diferente? Pessoalmente confesso que faço muitos REIKI´s gratuitamente, porém é bom que você tenha em mente que a maioria das pessoas não irá dar o devido valor. No entanto, se você acredita que REIKI é igual a um passe ou igual a outras práticas espirituais, e que por isto não mereça ou não deva ser pago, então prefiro não entrar no mérito da questão. Se a questão é ficar apenas na base da comparação então poderíamos falar de alguns bons médicos que por uma questão de caridade também atendem de graça, o que na atualidade é raro. Outro fator que me vem em mente e que considero importante é o fato de que algumas pessoas não acreditam na sintonia do REIKI e que esta sintonia está ao alcance de todos, ou seja, ninguém necessita sintonizar a energia REIKI. É o mesmo que dizer que a prática do REIKI é uma prática mentirosa e estelionatária e que contraditoriamente é reconhecida pela OMS (Organização Mundial de Saúde) como uma prática alternativa. Devemos ter em mente que REIKI é uma técnica, e como técnica há que ser aprendida e estudada. Operando somente com a técnica seremos técnicos apenas e o REIKI fluirá naturalmente. Porém o despertar da sensibilidade do terapeuta é feita através de maiores estudos, de observação, os cursos somente não bastam para aquele que quer maior entendimento e principalmente entrar pelo caminho do autoconhecimento, é fundamental que seja praticado, experimentado constantemente e isto é um processo subjetivo, individual e intransferível. Assim como o Yoga, não conheço quem dê o curso de graça, no entanto, até podemos aprender sozinhos! Há quem ensine até pela TV, porém se formos procurar um instrutor fatalmente iremos pagar pela hora do instrutor, pois ele está ali para lhe dar instruções particularizadas para o entendimento de cada aluno, dentro das necessidades individuais de cada um. Muitas pessoas ficam tão encantadas com a técnica que fazem do REIKI algo sobrenatural e isto se deve a falta de leitura, de estudos, e daí geram superstições das mais variadas, o que é uma lastima. Com base nisto é bom tomar cuidado com quem se diz Reikiano, porque talvez esta pessoa não tenha aberto um livro sequer dos autores sobre o tema e jamais tenham feito qualquer sintonia com a energia. Existem pessoas que se contentam apenas em aprender a técnica e não procuram ler mais nada que tenha relação com o REIKI, como exemplos podemos citar pelo menos o estudo básico dos sete grandes chakras. Os livros estão por todos os lados servindo de alimentação às traças. Na verdade algumas pessoas ainda não possuem sensibilidade suficiente para se motivarem na busca por maiores estudos, isto é um fato, e lamentável. Mas entendemos que o despertar é muito subjetivo, então cada ser tem seu tempo. Voltando a questão, quanto pagar pelo REIKI? Ora se você tem um terapeuta interessado, estudioso ou que lhe dê até apoio psicológico (como analista) que tenha um bom espaço, onde a pessoa se sinta confortável, acolhida, com ambiente limpo, é isso que você estará pagando, além do custo hora do profissional! Porque a energia não tem preço! Ninguém cobra pela energia! Isto seria um absurdo, e absurdo maior seria alguém pagar por isto. No entanto, há uma grande diferença alguém dizer que os profissionais de REIKI não devem cobrar pelos tratamentos. Já vi muita gente morrendo nas portas dos hospitais por falta de atendimento médico de urgência, porém nunca ouvi sequer um caso que alguém tivesse morrido por falta de atendimento de REIKI. REIKI não é uma técnica fundamental para o desenvolvimento espiritual de ninguém, (é um tratamento alternativo), ou que através dele seja garantida a iluminação, ou o despertar que muitos correm atrás a qualquer custo. Parafraseando um grande sábio “Não há caminho para a paz. A paz é o caminho”. Então eu diria: “Não há caminho para o autoconhecimento. O autoconhecimento é o caminho”. Não existe receitas prontas para o despertar da sensibilidade que há dentro de cada um de nós. É preciso que haja da nossa parte uma abertura espontânea, cuja origem seja por si mesma motivadora de uma nova tomada de consciência. Quando mencionei o apoio psicológico como analista, é bom lembrar que após as sessões de REIKI é muito comum a pessoa desejar conversar sobre seus sentimentos, o que percebeu durante a sessão e não raro falar da própria vida ao terapeuta. E isso em geral leva em média mais uma hora no mínimo de total disponibilidade do terapeuta ao seu paciente. Já tive ocasiões de ficar com um paciente por quase duas horas ou mais, o que não é muito recomendável, pois segundo técnicas pedagógicas, todo encontro de atendimento após uma hora estaremos andando em círculos no assunto e nada de novo ou benéfico terá após esta uma hora. O REIKI pode ser feito caritativamente? Claro que pode e em muitas situações, deve ser estritamente caritativo. Qualquer atividade profissional pode ser feita por caridade, ou melhor, dizendo, gratuitamente. A questão da caridade deve ser entendida como a espontaneidade do profissional e não se pode impor ou exigir a caridade a ninguém! Não quero com isto dizer que devemos cobrar sempre, ou que não se deva cobrar nunca, mas que cada um tenha o direito de analisar cada caso e tomar a decisão que lhe convier. Assim como há muitos terapeutas de REIKI que não cobram um centavo, por outro lado, há pessoas que fazem questão de pagar. Muitos terapeutas de REIKI cobram apenas um palito de incenso ou uma pedrinha bruta de cristal, para com isto efetivar a troca, pois no mundo material tudo é trocado. O custo de um atendimento pode ter valores meramente simbólicos, bem com em qualquer outra atividade profissional, vai da consciência e da disponibilidade de cada um. Na próxima oportunidade, vou comentar sobre os atendimentos de REIKI.

Paz e luz a todos os seres!

10 comentários:

  1. Gostei muito deste artigo, pois sou mais uma pessoa rumo a essa caminhada de descobrimentos e auto-cura tanto físico como espiritual.

    Peço que aprecie também o meu blog

    asuavez.blogspot.com

    pois estamos servindo à mesma bandeira!

    ResponderExcluir
  2. Olá amigo, boa tarde!
    Obrigada por deixar seu comentário.
    O seu blog e textos são ótimos e está constando agora na minha lista de Blogs e Sites ali na coluna ao lado.
    Estou no teu twitter ok!
    Paz profunda!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá Vera. Sou reikiana Karuna II.

    Muito interessante seu texto. Concordo com você que a energia não tem preço e por isto não deve ser cobrada. Entendo também que alguns profissionais que aplicam o reiki optam por um espaço, portanto tem custos, e além disso elaboram as apostilas. Entretanto, aprendi na minha sintonização e com meus estudos que o Reiki originariamente não deve ser cobrado, justamente por sua conjuntura de solidariedade, amor, conexão com o espiritual. Até porque há profissionais que acabam vivendo disso, dos que tenho conhecimento não por caridade, pois cobram. É algo complexo não? Acho que o propósito do Reiki a partir do momento em que é cobrado, desvirtua-se. Se fosse assim, as pessoas que procuram por centros espíritas para tomar passe deveriam pagar pelo passe? Tendo em vista que o centro espírita é um local, que gera custos para aqueles que o mantém e além disto procura oferecer palestras, passe às pessoas. Estou apenas colocando meu ponto de vista, pois não concordo com o pagamento. Neste sentido postei em meu blog, incluindo alguns links derivados de pesquisa na internet, da mesma forma que encontrei seu blog. Se quiser ler, o link para o meu blog é: http://postsereflexoes.blogspot.com
    Foi um prazer encontrar seu blog, visitarei mais vezes. Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Olá Sue!
    O tema é realmente muito complexo.
    Entretanto, não costumo comparar REIKI com passes seja em que seguimento for onde eles sejam ministrados: Espiritismo (Kardec),(Umbanda), etc.
    A vida na matéria gera custos sempre!
    Se um profissional é tão bom ao ponto de ter uma agenda lotada diariamente, como é que ele não vai viver do seu trabalho? Será que alguém o sustentaria? Casa, comida, luz, etc.? São dois lados da mesma moeda! Ainda somos muito egoístas, o assunto nos remete a uma questão de consciência, e sabemos que não há um único parâmetro. O seres estão estagiando nos mais diversos tipos de consciência!E se formos falar em conjunção espiritual daí sim a coisa pode ficar mais complicada, pois não consigo entender nada que não esteja ligado/conectado ao aspecto espiritual!
    O ser humano não é composto apenas de matéria, se assim o fosse todos os nossos problemas existenciais estariam resolvidos, e é justamente por tudo estar interligado, incluindo todos os seres vivos deste plano material, é que devemos buscar e olhar antes para o que está dentro de nós e não o que está fora!
    A opção em cobrar ou não pelo Reiki é a mesma de pagar ou não - é algo muito pessoal e deve ser respeitada. Eu já escrevi sobre isto. Qualquer ação pode ser feita sob forma de caridade, isto irá depender da disposição do profissional.
    Assim como buscamos referencias de um bom psicólogo, um clínico geral ou pediatra, o mesmo podemos fazer com terapeutas seja ele de REIKI ou qualquer outro!
    Em geral pessoas voltadas para terapias como o REIKI costumam manter uma agenda para aqueles que não tem condições de pagar e isto ocorre até com profissionais da área médica! Porém, ninguém precisa sair alardeando que faz caridade só para parecer melhor do que o outro, ou ser mais "bonzinho"! Como eu já disse, isto vai muito da disposição de cada ser que já entendeu um pouco além sua trajetória neste plano material!
    Com relação a comparação sobre casas espíritas e os atendimentos fraternos: veja que toda casa espírita, como você bem colocou, possui um quadro de sócios para manter suas despesas!
    Respeitando muito sua opinião, é bom mais uma vez lembrar que REIKI é uma técnica e não está ligado a qualquer seguimento filosófico religioso, o que não quer dizer uma proibição ao terapeuta em associá-lo com a sua fé ou religião, da mesma forma para aquele que busca a técnica como uma simples terapia alternativa.
    Se você não concorda em pagar, não pague!
    Mas o que por caridade não se deve fazer é exigir caridade!
    Para finalizar, o propósito do REIKI não tem como desvirtuar-se, seja ele pago ou não, desde que você compreenda que toda energia é oriunda de um criador universal, chame-o do que desejar, mas não perca isto de vista! Então como pode o propósito do criador desvirtuar-se?
    Você acredita que o dinheiro pode fazer isto ao Criador!? Será que ao pagar por uma consulta seja ela qual for, aquele que paga não terá benefícios? Mesmo que o profissional seja um perdulário, materialista, será que por causa disto a ação do que chamamos "criador" não atingirá o seu propósito? Então, qual seria o propósito do REIKI, quem determinou, onde eles foram criados?
    Existem Leis Universais que explicam estas questões!
    Como sugestão para compreender tais complexidades, busque os estudos Teosóficos e verá com mais clareza e entendimento, a força de cada "Ação". Se aceitar minha sugestão comece lendo O Caibalion! Este livro está disponível gratuitamente na internet, assim como muitos outros!
    Obrigada por sua colaboração e fique à vontade para expor sua opinião sempre que desejar!
    Paz e Luz a todos os Seres!

    ResponderExcluir
  5. Está muito bem explicado este assunto. Cobrar ou não cobrar? Eis a questão. Na minha OPINIÃO, O REIKINIANO, como todas os outros profissionais, precisam sobreviver. No entanto, não podem trabalhar totalmente de graça. Cobrar de quem pode pagar um valor X e não cobrar de pessoas menos favorecidas pela sorte. É como os médicos e outro profissionais fazem. Muita luz para voce!

    ResponderExcluir
  6. Olá a todos!
    Primeiramente agradeço a autora e as demais que comentarm o texto por compartilhar com seus pontos de vistas e opiniões. Fiz há muito tempo curso de Reiki e agora estou fazendo uma reciclagem para voltar a ativa. Tb aprendi que não podemos cobrar pelo Reiki, não podemos cobrar por tal energia que é universal, não somos donos dela, mas tb concordo que temos custos, de transporte, infra-estrutura, manunteção, etc. Não há como trabalhar totalmente de graça, podemos atuar parcialmente com o voluntariado, mas precisamos sobreviver.
    Muito luz a todos!
    abs,
    Marcio Tanuma

    ResponderExcluir
  7. Entendo vosso ponto de vista, mas ainda fica surgindo uma questão em minha mente por que então o Criador não cobrou de alguma forma o Dr. Mykau Usui, disciplina e boa conduta na vida é dever de todo ser humano! Não me levem a mal, mas isso não é se apegar a um ponto para justificar um atitude?

    ResponderExcluir
  8. COMO ESTUDIOSA DO ESPIRITISMO DEVERIA SABER QUE TUDO QUE RECEBEMOS GRATUITAMENTE DO UNIVERSO DEVEMOS TRANSMITIR GRATUITAMENTE.
    MATERIAL E HORA DO INSTRUTOR....NÃO CONVENCE
    ENTÃO NO CASO OS CENTROS ESPIRITAS DEVERIAM COBRAR PELOS PACES???

    ResponderExcluir
  9. nada que vem do universo gratuitamente deve ser cobrado
    minha amiga não deve ter absorvido os ensinamentos espirituais
    hora do instrutor não convence
    então os centros espiritas deveriam cobrar os paces?????
    Chico Xavier deveria cobrar as cartas das mães desesperadas???

    ResponderExcluir
  10. Olá mia, obrigada por comentar!
    O tema é realmente polemico, porém o titulo da minha postagem não é passe, tão pouco espiritismo!
    Trata-se de REIKI, uma técnica que não se ganha de graça, tem que pagar para ter um certificado, tal como se paga para qualquer curso, (massagem, acupuntura, etc!
    Minha intenção não é convencer ninguém!
    Procure saber mais a respeito de REIKI e verá que REIKI não é passe, tão pouco se parece com passes espírita!
    Não há qualquer relação de tratamento REIKI com "cartas de Chico Xavier"!
    Fique na paz!
    Vera

    ResponderExcluir